Bons concursos ... bons prémios! Participa!

No placard da BE/CRE têm sido divulgados os diversos concursos promovidos por diferentes entidades, que de alguma forma se associam ao Plano Nacional de Leitura.
Além da informação prestada pelos teus professores, podes encontrar, neste espaço, esclarecimentos para qualquer dúvida que, ainda, possas ter. Para isso consulta os seguintes links:


Onde te leva a imaginação? (promovido pelos CTT)

Sobre "A Nascente de Tinta" de Pedro Seromenho

Uma Aventura Literária (promovido pela Editorial Caminho)

O 3º Ciclo e a Semana da Ciência e da Tecnologia...

Isacc Newton foi o cientista em destaque, nesta Semana da Ciência e da Tecnologia. Na BE/CRE, alunos e professores do 3º ciclo, pensaram, discutiram e verificaram experiências relacionadas com a gravidade, a lei da inércia, a acção/reacção... Desta forma, os pequenos actos do nosso dia-a-dia foram explicados pela Física.

Houve, ainda, "animação científica" dos intervalos com a realização de experiências de Química e de Física! Os alunos adoraram a experiência e esperam repeti-la em breve!

A Floresta Autóctone... na Semana da Ciência

No dia 22 de Novembro comemorou-se o Dia da Floresta Autóctone.
A Semana da Ciência e da Tecnologia não podia deixar de alertar para a importância da Floresta e de como, no Norte, a sua flora é rica e variada e, nela, é possível encontrar belíssimos espécimes.
Animou-se a BE/CRE com a feitura do "Pão de Bolota" e com a produção de papel a partir de cogumelos.
Muitos de nós, nem sonhávamos que tal fosse possível!!!
Fizeram-se "flores" com as cascas das bolotas, a provar que há utilidade para tudo o que a floresta nos dá!

A Ciência ao Vivo...

Nesta "Semana da Ciência e Tecnologia", pequenos cientistas apresentam experiências simples aos colegas! O entusiasmo de alunos e professores está bem patente no pequeno vídeo que a BE/CRE apresenta.

Convenção dos Direitos da Criança

No Dia dos Direitos Internacionais da Criança, a Equipa de Mediação Escolar lembra, hoje, na BE/CRE a comemoração dos dezoito anos da assinatura da Convenção dos Direitos da Criança. Os utentes são convidados, através de uma apresentação em power point, a reflectir sobre a necessidade de conhecer e respeitar os direitos e os deveres das crianças.
Nota: A Convenção tem 54 artigos. Para conheceres aqueles que mais directamente te dizem respeito clica aqui .

PALAVRAS DITAS...








Já é uma tradição a que os alunos e seus encarregados de educação não quiseram faltar!
Os "grandes", os "pequenos" e os "muito pequeninos" deliciaram-se com as declamações, dramatizações e canções que "encheram" todos os cantos e recantos, possíveis, da BE/CRE!
Por isso, esta fez-se, ainda, mais pequena do que em anos anteriores!

Os alunos e seus professores estão de parabéns pelo "belíssimo" trabalho desenvolvido!

Um muito obrigada à auxiliar de acção educativa, D. Elvira, e aos colegas que a apoiaram, porque puseram um delicioso "cheirinho" a S. Martinho na nossa BE/CRE!

VAMOS EXERCITAR OS NEURÓNIOS???



A BE/CRE apoia o Núcleo de Estágio de Matemática no seu esforço de pôr os alunos a "navegar" nos problemas e suas soluções!
Divulgamos o "PROBLEMA DO MÊS" e incentivamos à sua resolução!
A solução deve ser enviada para
http://www.celeimatica0708.blogspot.com/ (Blog "Celeimatica").
Como os alunos, ainda, têm alguma dificuldade em participar na “vida” dos blogs, devem solicitar a ajuda dos professores e das auxiliares de acção educativa que prestam apoio na BE/CRE.
É para isso que cá estamos!
FORÇA!

Aprender mais e melhor na Biblioteca Escolar











No passado dia 22 de Outubro, Dia Internacional da Biblioteca Escolar, já tivemos a oportunidade de apreciar a apresentação multimédia "Aprender mais e melhor na Biblioteca Escolar", elaborada pelos alunos da turma A do 8º ano, sob a coordenação da professora Helena Mc Evoy.

Um trabalho que mostra como estes nossos alunos vêem a nossa biblioteca...

Neste cantinho do blog da nossa BE/CRE, aqui deixamos para rever os recantos e cantinhos que os nossos alunos viram... vêem, na nossa biblioteca!

Com o botão direito do rato clica aqui ou nas imagens acima, e selecciona "abrir numa nova janela". Clica então em "abrir" e, pacientemente, aguarda uns cinco minutinhos para completar o download da apresentação! Se regressares à janela anterior do blog, poderás continuar a visitar outras páginas, enquanto o download se completa!

Belas palavras de incentivo...

O nosso aluno Carlos do 5º C escreveu:
"A biblioteca é um paraíso e os professores são uns deuses. Tem livros e contos maravilhosos, para toda a gente ler. Tem livros de ciências, medicina, tecnologia e literatura. Tem os mais belos contos que alguém possa ler.
Tem lá uma funcionária chamada Dª Elvira e as professoras são as pessoas mais belas que eu já vi."

... e nós temos vontade de escrever, que não sabemos se o Carlos será um deus, mas será certamente um príncipe, um príncipe das palavras, e dos sentimentos também...
A equipa da biblioteca, que não será de deuses, apreciou muito o teu comentário e quer prometer continuar a contribuir para tornar mais belos os teus dias, os vossos dias... dias de escola, dias de vida.

Vamos comemorar!

DIA INTERNACIONAL DA BIBLIOTECA ESCOLAR










"APRENDER MAIS E MELHOR NA BIBLIOTECA ESCOLAR"
22 de Outubro 2007


Participa nas propostas sugeridas pela BE/CRE e pelos teus professores!

À procura das novidades ...

Esperavam e encontraram novidades editoriais na BE/CRE, no arranque do ano escolar!
Os novos títulos foram adquiridos, com a verba disponibilizada pela Associação de Pais e Encarregados de Educação da EB 2/3 de Celeirós, parceira do Projecto THEKA, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian.
Como já se fez sentir uma “corrida” às requisições domiciliárias, lançamos o desafio de, neste espaço, comentarem obras, sugerirem leituras, como forma de incentivar novos leitores.

Alegria e alvoroço, no primeiro dia...





"Que alegria!!!" "Que receio!!!" "Que grande!!!" "Quem sigo???" "Para onde vou???" "Mãe, onde estás??? "
Sentimentos "enormes" e contraditórios nos nossos pequenitos!
Na EB 2/3, o Conselho Executivo, professores, auxiliares de acção educativa e funcionários administrativos aguardavam-nos para dar as boas vindas, prestar esclarecimentos, orientar "os primeiros passos"!!!
A BE/CRE não foi excepção!
Não sendo a primeira vez que visitavam este espaço ou interagiam nas actividades promovidas pela Biblioteca, sentem-na, agora, mais próxima!
O Baú da Leitura não os encontrará quando chegar à EB1... Mas, prometeram... Virão eles ao encontro das leituras! Participarão, de uma forma mais sistemática, nas actividades dinamizadas!
O primeiro desafio foi aceite com entusiasmo... O ano lectivo 2007/2008 será, seguramente, um ano de bons encontros!
São os nossos desejos! É a nossa vontade!

Sementes que germinam...





Hoje foi dia de balanço da adesão às duas Feiras do Livro que, neste 1º ano de implementação do Plano Nacional de Leitura, foi possível realizar. Todos contribuíram e, mais uma vez devemos agradecer a prestimosa parceria com a Livraria Culturminho.
Estão os alunos e os seus Encarregados de Educação de parabéns!
Apesar dos tempos “magros”, os Pais fizeram das Feiras do Livro um sucesso… A adesão às mesmas ultrapassou as melhores expectativas!
Estamos todos de parabéns por valorizar as sementes, absolutamente fundamentais para o desenvolvimento do gosto e do prazer de ler.
A todos, o nosso muito obrigada e… Boas férias, sempre com um livro por perto!

Margarida Fonseca Santos... Dias inesquecíveis...

Momentos espectaculares num ano fantástico

Nunca mais irei esquecer a época natalícia passada, no Brasil com os meus avós. Lá havia uma grande árvore recheada de presentes fixes. Na mesa de jantar havia bacalhau, polvo, batatas cozidas e doces muito variados.
Logo a seguir, abrimos os presentes e eu recebi “Uma prenda especial”, que foi um livro que se chamava “Será que tudo me acontece por acaso?”. Eu adorei porque era um dos livros da Margarida Fonseca Santos uma das minhas escritoras preferidas.
No dia seguinte foi “A festa de passagem de ano”. Houve fogo de artifício e muita música.
Na quarta–feira esteve “Um dia de praia” espectacular. Fizemos castelos na areia, demos mergulhos e apanhámos muitas conchas. Na água vi “O peixe azul”, giro e grande, com um enorme olho verde.
As férias do Natal acabaram, mas não faz mal, porque era
“O meu primeiro ano de uma escola fantástica”.
No meu primeiro dia começámos a ler um livro altamente que era “Chamo–me Frik e já tenho dono”.
Aquela escola parecia “Um livro misterioso” com paredes amarelas e azuis era fixe. Lá na escola existia “Um pombo chamado Colombo” e toda a gente o adorava.
E assim, adorei este ano fabuloso!





Margarida Fonseca Santos... Recriar? Contar de forma diferente?



































No dia 19 de Junho, pelas 13:30, fomos “Ao encontro da escritora Margarida Fonseca Santos”.
Iniciámos a sessão com a apresentação de uma peça de teatro produzida por nós. Baseámo-nos na obra “O peixe azul” e contámos com a ajuda das professoras Georgina Mourão, Dulce Araújo, Marta Fernandes e Ana Noversa para a dramatização do texto, construção dos fantoches e cenários. No final, oferecemos o nosso “Peixe azul” à autora.

Depois, pusemos algumas perguntas à escritora que nos respondeu com muita simpatia:

- Qual o livro que mais gostou de escrever?

MFS: O livro que mais gostei de escrever é o que estou a escrever agora: “Aprendiz de Guerreiro”.

- Quando era pequena escrevia muitas histórias sem que o(a) professor(a) lhe pedisse?

MFS: Não, não tinha esse hábito.

- Como lhe surgiam as ideias para os livros?


MFS: As ideias não me surgiam. Eu escrevia as histórias, com as coisas que aconteciam durante o dia-a-dia, o resto inventava eu. As histórias estão na nossa vida, e acontecem todos os dias à nossa volta! Só que não damos por isso!

- Com quantos anos escreveu o seu primeiro livro?

MFS: Já comecei tarde. Escrevi o meu primeiro livro aos 32 anos.

Ainda houve mais perguntas. Delas daremos conta no início do próximo ano lectivo já que, com o ano a acabar, quisemos, apenas, deixar um “cheirinho” das perguntas colocadas.
No final, a escritora autografou os livros da sua autoria que nós tínhamos comprado.
Foi um momento espectacular! A escritora foi muito simpática e… nós também nos portámos bem!

Alunos do 5º C

Margarida Fonseca Santos... momentos de magia e afecto















O convite a Margarida Fonseca Santos surgiu, já o dissemos, da preferência que os alunos manifestaram pelas obras da escritora.
E é por esse motivo que lhes estamos gratas!
A organização da rubrica "Ao encontro de… Margarida Fonseca Santos" permitiu-nos conhecer uma MULHER absolutamente extraordinária! Apaixonada pelo Nuno (o marido), pelo Miguel e pelo Rui (os filhotes), pela vida, pelas crianças e jovens, pelas idas e vindas da vida que, tão bem, transporta para as "estórias"!
Honrou a nossa Biblioteca e a EB1 da Cruz com a sua presença mas, mais do que isso, a todos encantou com a sua beleza natural, simples e rica, muito rica de "arte". Conhecíamos-lhe a capacidade de escrever mas, fomos surpreendidas por uma "contadora" de "estórias" extraordinária! Que doçura e brilho de olhar pode ter alguém que gosta, verdadeiramente, do que faz! Que fácil lhe foi "agarrar-nos", deixar-nos suspensos de cada um dos seus gestos e palavras!
Sabemos que este encontro marcou positivamente os nossos alunos que, no início do próximo ano lectivo, terão oportunidade de manifestar as razões que os levaram a tecer tantos elogios à escritora e à sua obra, a gostar tanto desta actividade.
Em nós, educadoras, que tivemos o privilégio de a acompanhar das "manhãzinhas aos entardecer" dos dias 18 e 19 de Junho, deixou uns corações "quentinhos", "quentinhos", uma honra enorme de ter aceite o nosso convite, ter-nos permitido conhecer um SER com letra maiúscula e ter-nos facilitado a tarefa de ganhar novos leitores! Bem-haja!

A Equipa Coordenadora da BE/CRE de Celeirós

Ao encontro de... Margarida Fonseca Santos

No âmbito do Plano Nacional de Leitura, nos próximos dias 18 e 19 Junho, a escritora Margarida Fonseca Santos estará no nosso Agrupamento.
Prepara-se, com azáfama, a recepção à escritora. Em sessões de leitura diária, as histórias desenrolam-se, ficando no ar a pergunta: " Não vamos ler mais?"
Esta capacidade de manter o interesse dos leitores e de transpor para o papel o que pensam os nossos jovens e adolescentes, a par de uma criatividade extraordinária, fazem com que o contacto presencial seja aguardado com tanto entusiasmo.
Ponderam-se, pois, questões a colocar já que a curiosidade é muita. Trata-se de ir ao encontro de uma escritora multifacetada que escreve “estórias” fantásticas para os mais pequeninos, para os juvenis, para os adultos mas, que escreve, também, peças de teatro e “Histórias de Cantar”!
Esta actividade
, que gera sempre tanta expectativa junto dos alunos e da restante comunidade escolar, irá, seguramente, proporcionar bons momentos de partilha do gosto pela leitura e pela escrita.

Feira do Livro 2007

A realização de uma Feira do Livro constitui uma oportunidade por excelência para aproximar o livro do leitor. O ambiente informal, a “algazarra” que se gera pela curiosidade, pela indecisão perante tanta oferta, são ingredientes que fazem desta actividade não lectiva um momento rico de aprendizagens e de conquista de novos leitores.
A abertura decorrerá no dia 15 de Junho, durante a Festa do Encarregado de Educação da EB 2/3 de Celeirós, e prosseguirá nos dias 18, 19 e 20. Especialmente vocacionada para o Ensino Pré-Escolar e 1º Ciclo, a Feira do Livro estará, durante todo o dia 19 de Junho, na EB1 da Cruz.
Neste ano de implementação do Plano Nacional de Leitura, aproveitar-se-ão os espaços da Feira do Livro para promover uma “mostra” dos trabalhos realizados nesse âmbito.
E, porque o ano lectivo está a terminar, a Feira do Livro pode ser o melhor sítio para “acharmos” um grande amigo que nos faça companhia nas férias escolares, naquelas horas de sol escaldante, quando os “outros” estão demasiado ocupados… Um livro, está “lá”, sempre, para nós!

22 de Maio - Dia do Autor Português

Desde 1982, que se comemora no dia 22 de Maio o Dia do Autor Português.
Alice Vieira, Da Weseal, Raul Solnado, Luís Represas, Pedro Seromenho Rocha, Siza Vieira, António Mota… Pintores, escritores, poetas, músicos… Tantos autores que têm enriquecido a nossa cultura e as nossas vidas com as suas criações!
São muitos e das mais diversas áreas os Autores Portugueses que merecem, nesta data, a nossa homenagem e reconhecimento.

Um dia dedicado ao Autor Português. Porquê?
Aqui fica um excerto do texto de uma das autoras preferidas dos nossos alunos que pode ser lido, na íntegra, no site da
Sociedade Portuguesa de Autores - Alice Vieira, jornalista e escritora.

NÓS, OS QUE VIVEMOS DO AR

(...) Na linha de produção, o escritor é sempre aquele que fica em último lugar. É sempre o elo mais fraco da cadeia. Porque, como todos nós muito bem sabemos, todo o escritor vive do ar. Ou escreve apenas uns livritos como hobby. Ou então a escrita dá-lhe tanto, mas tanto, tanto prazer que só isso já se justifica como paga suficiente - neste mundo em que a generalidade dos mortais trabalha em ofícios que odeia. Que o prazer do trabalho seja pago - eis, para muita gente, a grande heresia.(...)

A Escola celebra a Semana da Europa


Em 9 de Maio de 1950, Robert Schuman apresentou uma proposta de criação de uma Europa organizada, requisito indispensável para a manutenção de relações pacíficas.Esta proposta, conhecida como "Declaração Schuman", é considerada o começo da criação do que é hoje a União Europeia.

Actualmente o dia 9 de Maio tornou-se um símbolo europeu (Dia da Europa) que identifica a identidade política da União Europeia. O Dia da Europa constitui uma oportunidade para desenvolver actividades e festejos que aproximam a Europa dos seus cidadãos e os povos da União entre si.

Os nossos alunos, dos 7º e 9º anos de escolaridade, associaram-se aos festejos participando activamente na Semana da Europa que pretende, também, comemorar os 50 anos do Tratado de Roma (1957) que criou a Comunidade Económica Europeia (CEE).

Os nossos alunos "marcaram"... assim, a Revolução



























Joana - 9ºD ; Sérgio - 9ºD

Os marcadores que aqui se encontram, saltaram dos livros dos professores a quem foram oferecidos pelos alunos.
Os originais, claro está, ainda lá se encontrarão, assim como as dezenas de outros marcadores produzidos por todos os alunos do 9º ano, para assinalar os 33 anos da Revolução do 25 de Abril de 1974.

Dia Mundial do Livro

"O dia mundial do livro e do direito de autor é celebrado a 23 de Abril em 100 países. A data foi instituída pela Conferência Geral da UNESCO para prestar tributo aos grandes autores da literatura mundial que nasceram ou morreram neste dia. É o caso de Cervantes, Shakespeare, Inca Garcilaso de la Vega e Vladimir Nabokov. A celebração procura também encorajar as pessoas, especialmente os mais jovens, “a descobrir o prazer da leitura e a respeitar a obra insubstituível daqueles que contribuíram para o progresso social e cultural da Humanidade” (UNESCO)."

URL do original: http://jpn.icicom.up.pt

Apesar do avanço das tecnologias de comunicação e informação, o livro continua a desempenhar um papel fulcral no desenvolvimento social e cultural da humanidade.
Ler permite-nos alargar os nossos conhecimentos, adquirir várias competências, aumentar saberes em diversas áreas. Promover a leitura e levar os jovens a descobrir o prazer de ler é, portanto, um grande desafio!
Não deixe de comemorar este dia. A equipa coordenadora da BE/CRE sugere que celebre esta data, presenteando livros e rosas aos seus amigos e familiares, tal como manda a tradição, na Catalunha. "Uma rosa por São Jorge, um livro por Cervantes", este é o lema.

Feira do Livro de Braga


















É uma Feira com prestígio nacional. Neste período, as últimas publicações, bem como escritores consagrados, animam a vida cultural da cidade de Braga. A Feira do Livro tem um programa rico e variado que pode ser consultado aqui.

Dia Mundial da Poesia

Hoje celebra-se o Dia Mundial da Poesia, instituído na 30ª Conferência Geral da UNESCO em 1999. Portugal não foge à regra e, como país de poetas, será um dia diferente, com muita gente na rua a ler poesia.

Neste dia, de mãos dadas com a Primavera, aqui vos deixamos Poesia com raízes, da nossa aluna Manuela Costa, do 9º D.
Palavras... como um presente...

Poesia com raízes

No dia 21 de Março,
A poesia desata-se
Como um laço.
É como um presente
Tem sempre algo surpreendente.

Cativa-nos pela sua beleza,
Disso já temos a certeza.
Das árvores não
Podemos esquecer,
Não vão elas se aborrecer.

São dias diferentes, mas iguais,
Não sendo grandes, nem banais.
Vividos sempre com a inspiração
De criar mais emoção.
Sem nunca tirar a mão do coração.

A poesia é assim, como Camões
Que nos partia os corações.
Ou até Fernando Pessoa,
Que revoltava e magoava
Porque em morte somente falava.

Quero fazer da poesia, magia
E todos, encantar com a alegria
De hoje descrever tal dia.
Sei que poeta não sou,
Já a vida me ensinou.


Manuela Costa, 9º D

Semana da Leitura ... Reportagem

Diversas foram as actividades que decorreram na BE/CRE, no âmbito das comemorações da Semana da Leitura 2007. Dinamizou-se, ao longo da semana, a “Hora do Conto” para todos os alunos do 2º Ciclo e para 3 turmas do 4º ano, uma da EB1 da Garapôa e duas da EB1 da Cruz.
Os alunos dos 7º C e F debateram a “Violência Doméstica” enquanto os do 7º D e C abordaram a “Gravidez na adolescência”. Esta partilha de ideias motivou-os e preparou-os para o Fórum “Entre Palavras”.
O confronto literário sobre os “Contos” de Vergílio Ferreira, entre os 9º A e B, foi um momento enriquecedor, muito do agrado dos alunos envolvidos e motivou-os, ainda mais, para a participação no Concurso Nacional de Leitura.
A apresentação, ao 8º C, do site “Gedeãodo” pelos seus obreiros, os alunos do 9º A, mereceu destaque pelo valor do trabalho apresentado a concurso e pelo incentivo que representa à utilização das TIC no tratamento e apresentação das pesquisas e aprendizagens realizadas.
Momento alto foi, sem dúvida, a iniciativa “Ao encontro de … Pedro Seromenho Rocha”, porque os miúdos e os graúdos se entusiasmaram com “A Nascente de Tinta” e com a simpatia, cordialidade, capacidade de sonhar e de dialogar deste autor/ilustrador. A BE/CRE tornou-se pequena para todos os que queriam participar nesta actividade e o número de exemplares de “A Nascente de Tinta”, à venda na BE/CRE, não chegaram para todos aqueles que fizeram questão de levar para casa uma dedicatória e um autógrafo desta jovem promessa literária.