Hans Christian Andersen

Os namorados
        Era uma vez um menino e uma menina que passavam o dia a ouvir histórias e então o senhor que lhes contava histórias disse:
         - Hoje, a história é um bocado triste.
         O conto começou assim:
         Era uma vez uma menina e um menino que gostavam de brincar à bola; a bola deles chamava-se Martina.
         Os meninos mandavam-na para o telhado onde estava lá o Sr. Setvenson, uma andorinha bem vestida e muito vaidosa a quem Martina amava.
         Enquanto os meninos brincavam à bola, espreitavam à porta o Charlie e o seu amigo.
         Uma pequena boneca chegou e perguntou ao Charlie se queria dar um passeio com ela. Ele disse-lhe que não; a boneca ficou zangada e depois propôs ao amigo dele que aceitou. Eles brincaram, brincaram e o Charlie continuava a olhar para a Martina.
Charlie ia todos os dias perguntar à Martina se queria ir dar um passeio.
Ela rejeitava-o!
No dia seguinte, os meninos voltaram a jogar à bola, mas perderam-na.
Passaram 30 anos.
Os meninos já tinham casado e um dia tiveram um filho.
O menino, filho dos meninos crescidos, não sabia brincar com piões que neste caso era o Charlie. Ele lançou o Charlie com tanta força que foi ter a um pipo onde caía a água.
E lá estava ela, Martina, escondida, muito velha e cheia de lixo.
Ele perguntou-lhe por que é que ela o rejeitava, quando era jovem?
Ela não respondeu.
O menino foi chamar o pai e o pai tirou do pipo o Charlie e encontrou Martina, dizendo ao filho que era o brinquedo preferido dele quando era pequeno, pousando-a, de seguida, no peitoril da janela.
Margarida Fernandes Meira, Nº10, 6ºG

Sem comentários:

Enviar um comentário